Dark Sector

Publicado: 18 de março de 2010 em Game Review, Jogos, Lista
Tags:, , , , , ,

Logo que vi o primeiro trailer de Dark Sector há muito tempo atrás, talvez em 2006, eu já queria poder jogá-lo. Depois de quatro anos finalmente consegui ir do início ao fim e agora posso dizer que foi muito divertido. É verdade que as críticas no geral não foram excelentes, o jogo tem seus problemas, mas pelo preço que se paga por ele hoje é uma ótima compra.

O enredo

O enredo de Dark Sector é interessante, mas é narrado de um jeito estranho. Ele começa em 1987 com um flashback de alguma coisa bizarra acontecendo na costa de um pequeno país fictício chamado Lasria, que pertencia a antiga União Soviética. Dez anos depois o agente Hayden Tenno é enviado para lá para eliminar um terrorista chamado Mezner’s que possui uma toxina que transforma as pessoas em criaturas irracionais com a pele metalizada. Essa substância tóxica ao que parece está relacionada ao incidente de 87 que desestabilizou todo o país transformando-o praticamente em um cemitério. No início do jogo fica claro que Hayden tem problemas, deve ter feito alguma coisa errada no passado, no entanto em todo o decorrer do jogo isso não é explicado.Você fica sem entender direito do que os personagens estão falando ou porque o protagonista reluta tanto em seguir com a missão. Acho deveria ter algumas partes mostrando o que aconteceu, além de explicarem melhor o enredo iam também aumentar o tempo de jogo e diversificar as fases. Outra coisa ruim no enredo é que em alguns momentos você tem a sensação que uma ou outra cena foi cortada, pois fica faltando algo.

Voltando ao que acontece no início do jogo, Hayden encontra seu contato em Lasria, ele está preso em o que parece ser uma sala de interrogatório e com sinais claros da infecção pela toxina. Seguindo o protocolo o contato é despachado. Quando o agente se preparava para explodir tudo aparece Mezner’s com seu guarda-costas do mal, uma criatura toda metalizada que possui uma espécie de espada no lugar da mão direita. Hayden é infectado no lugar de ser morto, já que o terrorista pensava que ia ser mais divertido ver seu inimigo morrer pela toxina. Em seus últimos momentos antes de perder a consciência o agente explode toda a base na tentativa de matar os dois. Não há nenhuma explicação muito clara do motivo de Hayden não morrer pelo vírus, e sim assimilá-lo, mas ao que parece ele não foi contaminado com uma amostra usada por Mezner’s em seus experimentos, mas pela original de 87.

Gráficos

Logo que começar o jogo você vai notar que Dark Sector é um jogo escuro, tudo é muito sombrio e deprimente, mas isso não faz dele um jogo feio. Os gráficos na maior parte do tempo são bons, principalmente nos efeitos de chuva e relâmpagos que ocorrem em algumas partes. Todos os personagens que fazem parte do enredo são bonitos, as expressões não são as melhores, mas a dublagem é boa e ajuda a tornar a narrativa interessante, ainda bem, pois ela é estranha como já disse. Uma coisa legal é que o ator que dubla o Hayden é Michael Rosenbaum o Lex Luthor de Smallvile, os outros eu já não sei.  Os ambientes são interessantes, você passa por cidades abandonadas, cemitérios, esgotos e até um navio. Os inimigos são legais, mas tem pouca variedade. Há os soldados, que são pouco diferentes entre si, mas ainda sim são os mais variados do jogo. Há também as pessoas e animais que sofreram das mutações e uns outros mais bizarros que aparem mais a frente no jogo. Os efeitos de fogo e explosões são bons e é muito divertido incendiar seus inimigos com a Glaive ou eletrocutá-los, já alguns efeitos de coisas congeladas não estão no mesmo nível. Outro ponto positivo dos gráficos são os efeitos da contaminação em Hayden. Você nota como o braço dele e tronco vão ficando metalizados deixando-o  muito estranho, mas de um jeito maneiro. No geral não há reclamação da parte gráfica do jogo, mas também não é nada memorável.

Coisas do Jogo

O combate e a Glaive

O combate no geral funciona como em qualquer outro jogo de tiro em terceira pessoa, você aperta um botão pra entrar no cover-system, pode atirar mirando ou às cegas, tudo bem tradicional e funcionando como devia. Não há muita variedade de armas durante o jogo, há quatro tipos de armas de uma mão, que você pode usar em conjunto com a Glaive e mais duas escopetas, duas metralhadoras, uma sniper e as granadas. Há também um lança mísseis RPG, mas você não pode comprá-lo, só usá-lo quando o encontra pelo jogo. Todas as armas são realistas, o som é bom e a sensação de tiro também, principalmente das calibre 12, que são realmente destruidoras a curta distância e muito divertidas de usar. Já as granadas são boas, mas demoram para explodir. A sniper você só pega pela metade do jogo e não é uma arma que faça falta. Você pode passar o jogo todo tranquilamente sem, a munição é limitada, mas pelo menos cada tiro é quase sempre uma morte. As duas metralhadoras são boas de usar, mas acho que a melhor combinação ainda é a pistola (ou qualquer outra arma que só use uma mão) e a Glaive. Você pode carregar duas armas por vez, uma para usar em conjunto com a Glaive e outra que precise das duas mãos para ser utilizada. No jogo há uma lanterna, mas você só pode utilizar se estiver com uma handgun equipada. Em Dark Sector não há praticamente nenhum tipo de item (sem contar munição e dinheiro), quando você começa a tomar muito dano tudo começa a ficar avermelhado, o único jeito de se recuperar é não tomando dano por algum tempo.

Krull é um filme muito antigo, mas muito bom. Acho que não preciso nem comentar a relação do filme com o jogo.

A Glaive é como se fosse um bumerangue, só que muito mais legal. Essa arma meio que surge do nada assim que Hayden consegue superar a fase mais difícil de sua contaminação. A Glaive é o que faz Dark Sector ser muito divertido e uma experiência um pouco diferente de jogos como Resident Evil 4/5 ou Dead Space. Não estou falando que é melhor; só diferente. Conforme o jogo vai progredindo Hayden vai adquirindo novas habilidades, a primeira delas e uma das que eu achei muito mal aproveitada foi a Steal.

Steal

Você pode focar sua mira em qualquer item que esteja na distância de alcance da Glaive e usá-la para pegá-lo, você pode roubar a arma de um inimigo recém morto para poupar sua munição. Seria legal se houvesse alguns itens em lugares completamente inacessíveis, e que só desse de se pegar usando o steal, mas isso não acontece. Essa habilidade também quase não é utilizada nos quebra-cabeça das fases (sem considerar que Steal também serve para pegar os elementos).

Power Throw

Power Throw é um arremesso mais forte da Glaive, para usá-lo você deve segurar o botão R2 (ou o que use a Glaive) e assim que a mira mudar de cor para amarelo deve-se soltá-lo. Além de dar muito mais dano e causar decapitações e desmembramentos esse poder também serve para abrir algumas portas trancadas por correntes (que possuem um brilho amarelado para você poder assimilar com o poder) e também algumas caixas de munição.

AfterTouch

O Aftertouch é uma das coisas mais divertidas do jogo, logo após de você arremessar a Glaive há a opção de controlá-la em câmera lenta com o analógico ou no caso do PS3 pelo Sixaxis. No início pode ser bem difícil e você pode até ficar xingando alguns puzzles, mas assim que se domina os comandos fica muito legal. Com o aftertouch você pode atingir qualquer inimigo que esteja no alcance da Glaive, ele pode estar escondido ou correndo e até mais de um, por enquanto ainda não consegui matar mais de três de uma vez, mas logo isso muda. Muito legal é decapitar um, depois seguir pra perna do outro e vê-lo gritando de dor, e quando a Glaive estiver voltando para sua mão ainda pegar um que nem tinha visto antes.

Glaive Elemtental

Usando a habilidade Steal você pode roubar elementos que estão pelo cenário para aprimorar o dano da Glaive, ou mesmo resolver os enigmas do jogo. Hayden pode usar sua arma para atear fogo em seus oponentes, congelá-los ou até eletrocutá-los. No meio do jogo esse poder é aprimorando, você pode explodir a Glaive se ela estiver com algum elemento. Basicamente os enigmas do jogo se baseiam em usar o elemento certo em alguma parte do cenário, por isso é bom prestar atenção nas possibilidades.

Melee

Uma coisa que podia ser aprimorada em Dark Sector são os melees e os finisher. Quando um inimigo se aproxima demais é normal que você queira bater nele, afinal mirar em algo tão próximo é um pouco difícil, mas infelizmente os golpes são imprecisos e é muito complicado usá-los com eficácia quando a muitos inimigos colados no Hayden. Mas pior que isso é quando você deseja quebrar uma simples caixa de munição, às vezes mesmo quando se está olhando para a caixa Tenno desfere um soco no ar e você é obrigado a olhar para o chão para forçá-lo a dar um simples chute, para enfim liberar a munição. Sem falar que o dano do melee é meio baixo…

Finisher

Depois de ser atingido pela Glaive, tomar alguns golpes ou quando você se aproxima furtivamente por trás os inimigos ficam com um contorno vermelho, quando isso acontece há a possibilidade de aplicar um golpe que os mata na hora com uma animação. Esses finishers são bem legais e você fica invulnerável durante a execução do golpe, uma pena que não são muito variados. No jogo há um miniboss que só morre assim.

Hayden também possui outros dois poderes, o primeiro cria um escudo de energia que reflete todos os tiros. Ele não fica ativo por muito tempo, mas é muito eficiente. O segundo poder também tem uma duração curta, mas é ótimo para emboscadas. Depois de você derrotar o Stalker, Tenno ganha à habilidade de ficar invisível como o Predador por alguns segundos, muito bom quando você precisa flanquear seus inimigos ou mesmo fugir para não acabar morto.

Upgrades

Durante o jogo você vai encontrar escondidas pelos cenários algumas maletas, cada uma delas libera um upgrade para se colocar em alguma de suas armas, elas suportam de 2 a 4 upgrades. Abaixo a lista dos upgrades.

Vale lembrar que cada maleta é um desses itens da lista, e assim que você o usa ele some, mas uma coisa legal é que você pode por vários iguais na mesma arma ou mesmo vender os que nunca for usar.

Black Market

É no Black Market que você gasta todo o dinheiro que adquire durante o jogo, aqui você pode comprar armas, e melhorar as que já têm com os upgrades. Infelizmente as armas são muito caras e você acaba não experimentando muito por causa disso e nem todas elas estão liberadas logo no início do jogo, tem que ir passando pelos capítulos para poder liberar as mais legais.

Jackal

Jackal é uma espécie de tanque que você controla duas vezes durante o jogo. Os controles não são difíceis, mas também não são muito bons. A mira é imprecisa, mas nada que prejudique a diversão, afinal sempre é legal explodir tudo com um míssil. Eu gostei do desing do veículo, mas achei pouco funcional.

Dark Sector é um bom jogo, é divertido e tem bons gráficos, mas não posso deixar de dizer que senti que ele foi mal explorado. Tanta coisa podia ser feita para tornar o jogo mais interessante e duradouro. São dez capítulos que duram menos de dez horas de jogo e não há muita motivação para você voltar a jogá-lo. Quando você vira DS abre um novo nível de dificuldade, mas fora isso não há mais nada além do multiplayer que não é tão bom. Agora se a gente comparar com Resident Evil 5, a história também não é tão comprida, mas o fator Replay é enorme, tanto pelo co-op quanto pelos emblemas e extras. Esse tipo de coisa faz muita falta em Dark Sector, e isso junto com o fato de o jogo ficar meio repetitivo da metade pra frente faz dele um título fraco em comparação aos já citados.

Mesmo com tudo isso eu gostei de ter ganhado Dark Sector, ele foi como eu esperava, muito divertido e sei que vou jogá-lo várias vezes, eu aconselho a quem puder jogar que o faça, e se você quiser um jogo barato há varias jogos aqui mesmo no Brasil vendendo ele por bem menos de cem reais.
Valeu por terem lido, espero que tenham gostado, abaixo algumas ofertas da PlayAsia pra quem quiser dar uma olhada. Nos próximos post deve aparecer por aqui a resenha do Bayonetta então se alguém quiser saber o que eu achei do jogo é só voltar aqui nos próximos dias.
Valeu!

 

Dark Sector pra quem se interessou ta aqui a oferta, e o preço ta bom, se você usa Steam o jogo também ta a venda lá. Pra ver a oferta nas três plataformas é só clicar aqui ou na foto.

Sempre gostei das duas franquias, apesar dos dois filmes ruins que sairam (AvP), o jogo parece ser bem legal e quero poder comprar logo. Pra ver as ofertas, inclusive de filmes é só clicar aqui ou na foto.

Esses novas FF pra mim tão muito sem graça, eu ainda curto FFT, mas pra quem quiser ver as ofertas é só clicar aqui, ou na foto.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s