Burnout Paradise

Publicado: 1 de novembro de 2010 em Game Review, Jogos
Tags:, , , ,

Eu nunca tive um PS2, mas sempre que conseguia um emprestado procurava jogar Burnout e RE4. Agora com o meu PS3 consegui finalmente pegar emprestado Burnout Paradise, e apesar de não ser um jogo novo ele continua extremamente divertido. A principal diferença entre Paradise e todos os outros Burnout anteriores é que agora nós temos uma cidade inteira para explorar, isso trás algumas novidades e possibilidades, mas também certas incomodações.

Burnout Paradise é um jogo de corrida num estilo mais arcade, ou seja, você não segue uma campanha ou tenta ganhar fama em um modo carreira, aqui não há nada disso. Assim que você entra no jogo você pode fazer o que quiser e correr onde quiser.

Gráficos

Apesar de ser um jogo do início de 2008 os gráficos são muito bons, principalmente depois das atualizações. Os cenários são bem feitos e até possuem uma boa variação, mesmo sendo uma única cidade. Quando paramos para observa de perto podemos  notar algumas falhas nas texturas e coisas desse gênero, mas são coisas pequenas, e como você passa a maior parte do tempo em movimento isso acaba sendo realmente insignificante. A sensação de velocidade que se tem é uma das melhores que eu já vi em jogos de corrida, os carros vão realmente rápido quando o boost é usado, o que faz desviar do tráfego a toda muito divertido. Burnout não seria Burnout sem as batidas e os Takedown, isso tudo continua presente aqui. As colisões são muito realistas, os vidros dos carros se estilhaçam voado pra todo lado, o metal se contorce em sanfona, e até as placas podem sair voando com o impacto. O único defeito é a falta de motoristas, mesmo nas motos o piloto nunca aparece nas batidas, uma pena.

Todos os carros no jogo são originais, não há marcas aqui, mas é muito fácil perceber as montadoras nas quais os produtores se inspiraram. Ainda sim, os carros são bonitos, nenhum Gran Turismo 5 (se sair mesmo, próximo Duke Nuken Forever), mas o que chama atenção na parte dos gráficos é o clima do jogo, nada como o Sol para te cegar no meio daquela reta fazendo você ir de cara em outro carro, ou a névoa matinal que toma conta de todas as ruas. A cidade toda é muito bem feita e detalhada, há vários lugares para se explorar em busca de atalhos ou rampas para grandes saltos. A trilha sonora segue o mesmo estilo dos jogos anteriores, muitos clássicos do rock como Guns n’Roses e Twisted Sisters, mas com outros clássicos como Mozart e Beethoven. Todo os efeitos sonoros são bons, os ronco dos carros são realistas e cada um tem seu próprio tom. Os drifts tão legais e os sons das batidas só não é melhor pela ocasional câmera lenta. Um detalhe que está de volta em BP é o DJ que fica dando umas dicas no jogo, muita gente não gosta, mas eu até que acho divertido.

Coisas do Jogo

Corridas

Como eu qualquer jogo de corrida as disputas em alta velocidade são o mais importante, e em Burnout Paradise há vários modos disponíveis. Como você está num jogo de mundo aberto tudo é feito na própria cidade, então para participar de uma corrida basta procurar uma sinaleira para começar o evento. Em cada uma das 120 sinaleiras da cidade há um evento diferente para disputar. Você não pode repetir o mesmo evento na mesma licença, mas assim que você melhora sua carteira todos os eventos podem ser feitos de novo. Há corridas como em qualquer jogo, em que você deve ir do ponto A ao ponto B e chegar em primeiro lugar. Há as Road Rage em que seu objetivo é destruir seus adversários. Outro modo interessante de jogo é o Marked Man, em que você deve correr do ponto A ao B sem ser destruído pelos outros oponentes. Há também as Burning Route, que são time trial que devem ser feitos com carros específicos, e o ultimo modo é a Stunt Runs, nesse modo você deve fazer várias manobras para ganhar pontos, quando mais arriscado, mais pontos ganha.

Infelizmente se você começa um evento e sabe que não vai conseguir ganhá-lo não há um jeito fácil de reiniciar a corrida. É preciso ficar alguns segundos parado para cancelar o evento e depois ir até a sinaleira do evento para fazê-lo novamente, muito chato, principalmente quando você está do outro lado da cidade.

Races

São as corridas normais, em que você deve ir do ponto A ao ponto B, não há uma rota específica a seguir, o jogo lhe encoraja a criar seu próprio caminho. Isso pode ser tanto bom quanto ruim. É muito fácil se perder em Paradise City, e enquanto você não decorar as rotas vai precisar usar o mapa constantemente, e fazer isso é meio chato, pois interrompe muito a diversão da corrida. Mas depois de se acostumar com a cidade correr fica mais divertido. O numero participantes na corrida varia entre 2, 6 e 8 competidores. Algumas provas podem ser realmente fáceis, enquanto outras podem ser um bom desafio, o carro que você usa influência muito, porem nem tanto no início do jogo. Um detalhe, o jogo auxilia no trajeto a seguir nos eventos, mas nem sempre o caminho que ele indica é o melhor.

Road Rage

Na minha opinião a Road Rage é o tipo mais divertido de evento em qualquer Burnout, aqui você deve eliminar o maior numero de adversários possível num tempo de dois minutos. Cada Takedown dá um bônus de 10 segundos, então se você for bem a corrida pode durar mais, mas se você for mal e seu carro for destruído a corrida acaba antes do tempo terminar. Detalhe; há seis carros nesses eventos, o que deixa tudo muito mais divertido do que apenas três como acontecia em alguns Burnouts.

Marked Man

Esse é um modo de sobrevivência, você deve correr do ponto A ao ponto B sob o constante ataque de outros carros. Destruir seus oponentes pode dar um alívio momentaneo a perseguição, mas é momentâneo mesmo, pois rapidamente eles voltam. Essas corridas podem ser um verdadeiro desafio se você se perder pela cidade ou se já estiver com o carro danificado, ainda sim, é muito divertido.

Stunt Runs

Nesses eventos você deve fazer manobras como drifts, saltos e desviar de carros para ganhar pontos. Algumas manobras dão multiplicadores aos pontos que você acumula. Um grande incentivo para tentar as manobras mais arriscadas. Esse, em minha opinião, é o evento mais difícil, pois se você não conhece bem os pontos para as melhores manobras sua pontuação acaba sendo baixa. Um lado positivo do jogo é que em quase toda parte há bom pontos para as manobras, o difícil é ver quando você está em alta velocidade.

Burning Route

Esse tipo de corrida são só contra o tempo, você deve seguir do ponto A ao ponto B o mais rápido possível, o diferencial aqui é que cada uma das Burning Route só pode ser feito com um carro específico. Se a corrida é ganha você libera uma versão melhorada do carro usado.

Showtime e Road Rule

Showtime Event

Infelizmente o modo de batidas que havia antigamente não volta no Burnout Paradise. O que é uma pena, pois era extremante divertido ir a toda com o carro em direção a um cruzamento engarrafado tentando causar o máximo de destruição. Mas agora o que temos é o Showtime Event. A qualquer momento em qualquer estrada você pode fazer seu carro iniciar uma colisão, e enquanto a barra de nitro estiver cheia o carro continua em movimento, a cada batida é recuperado um pouco do nitro gasto. Esses eventos podem durar muito tempo, tudo vai depender da sua capacidade de manter a barra de nitro cheia. Atingir ônibus dá multiplicadores para a contagem geral de destruição, e a distância percorrida também ajuda a aumentar sua pontuação. Cada uma das ruas possui uma score a ser batida, mas o mais divertido é tentar fazer melhor que seus amigos ou outros jogadores online.

Road Rule

Cada uma das várias ruas de Paradise City possui um tempo para completar seu trajeto, se você conseguir bater esse tempo domina a rua. O sistema é um pouco parecido com o Showtime, mas ao invés de você causar destruição para conseguir pontos, aqui você só precisa ser rápido. Esse tempo fica online e assim há como ver em quais ruas seus amigos são mais velozes que você, ou ao contrário.

Online

O modo online é bem simples, você abre um menu a qualquer momento do jogo e escolher a opção que deseja, você pode convidar amigos, criar eventos e esperar pessoas entrarem, coisas assim. Mas se você não quer correr nem fazer nada do gênero há como simplesmente ficar andando pela cidade com até mais 7 jogadores, um batendo no outro sem motivo algum, nada mais divertido. O jogo online muda pouco, mas como você vai estar com outras pessoas a sensação é diferente da que se tem jogando com a I.A. Há algumas coisas que só dá de se fazer online, mas nada que realmente mude o jogo, então se você gostou de jogar off, vai gostar ainda mais de estar online, melhor ainda se tiver amigos com quem competir.

Burnout é um jogo cheio de coisas para se fazer, mas só se você tiver vontade, ele não te obrigar a nada. Cabe ao jogador procurar seus objetivos nesse jogo. Alguém que não goste desse tipo de liberdade pode ter problemas com BP, mas se você gosta da série, ou só quer um jogo de corrida divertido para passar o tempo, por enquanto não há nada melhor. Há vários DLC disponíveis para o jogo, e alguns deles parecem ser realmente legais, mas não tenho como dizer se ainda há gente jogando online, pois só joguei com amigos até agora. Se você curtiu os jogos anteriores não vai se arrepender.

Valeu!

 

As ofertas da PlayAsia para quem quiser dar uma olhada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s