Dead Space 2

Publicado: 7 de maio de 2011 em Cultura Nerd, Game Review, Jogos
Tags:, , , , , , , , ,

 Se você gosta ficção científica e terror Dead Space é um jogo que não dá de deixar passar. Em 2008 foi lançado o primeiro e em janeiro deste ano (2011) foi lançada a continuação. Graças aos correios eu só conseguir jogar DS2 em abril, mesmo tendo feito a compra no meio de janeiro, muito legal. O primeiro Dead Space foi um dos melhores Survivor Horror em muito tempo (não que tenham sido lançados muitos), mas será que o segundo consegue manter o nível?

Os Gráficos

O primeiro Dead Space é um jogo com bons gráficos, mas o segundo está muito melhor. Você ainda fica  confinado a corredores escuros no melhor estilo Alien, no entanto agora há várias janelas da onde se pode ver o ambiente e mais “variedades” nos lugares por onde se passa. O jogo acontece todo numa grande cidade chamada Sprawl que fica em órbita da lua de Saturno Titan. Sendo uma cidade você encontra lugares como escolas, metrô e comércios. Todos os ambientes ainda parecem muito opressivos e nada acolhedores, como no primeiro jogo. Talvez se não estivesse acontecendo um apocalipse de Necromorphs minha impressão fosse outra, mas no final das contas os cenários são bem interessantes e realistas para com a proposta do jogo. Você ainda passa por lugares que realmente só um engenheiro iria, então aqueles corredores escuros cheios de sons bizarros e maquinas são relativamente normais. O grande destaque na parte gráfica fica pra a iluminação que é fenomenal e realmente cria um clima assustador. Os personagens e os inimigos são todos bem detalhados, Isaac agora tem voz e  um rosto, e é também  mais participativo na narrativa. No entanto a falta de variedade dos Necromorphs é uma coisa que podia ter sido melhorada, afinal o primeiro jogo sofre do mesmo problema. Outro grande destaque são os efeitos sonoros, das armas aos sons do ambiente, tudo é muito bom mesmo.

O Enredo

Dead Space 2 começa três anos depois dos acontecimentos do primeiro jogo. Isaac foi resgatado após fugir da USG Ishimura e se encontra na ala psiquiátrica da Sprawl. Ele é atormentado pelas visões de sua falecida namorada Nicole. Por algum motivo os Necromorphs infestam Sprawl. Depois de uma tentativa falha de resgate Isaac fica sozinho na cidade sendo caçado pelos mortos vivos e pelos seguranças do lugar que o querem morto de qualquer forma.

Isaac está diferente do primeiro jogo, afinal agora ele fala com os outros personagens, mas isso não traz uma real mudança no estilo da narrativa, pois você continua recebendo ordens e indo de um lado para o outro resolver problemas. Não seria muito diferente de um dia de trabalho se não fosse pelos desmembramentos de Necromorphs. Mas essa interação deixa o jogo mais realista que o primeiro, a voz e a personalidade se encaixam bem com tudo que aconteceu no Dead Space. Se você gostou de como as coisas aconteceram no jogo anterior não vai reclamar do segundo.

Coisas do Jogo

Combate e Armas

Combate

Pouca coisa relativa ao combate mudou do primeiro Dead Space para o segundo, a melhor estratégia para matar os Necromorphs continua sendo desmembrá-los, atirar no corpo é efetivo, porém se gasta muito mais munição. Como tudo continua praticamente do mesmo modo, vou comentar as diferenças. Acredito que a principal mudança no combate foi a melhoria da Kinesis, que nada mais é que poder mover objetos a distância. No primeiro jogo essa habilidade só servia, praticamente, para pegar itens e resolver puzzles, mas agora certos objetos podem ser arremessados com tamanha violência que são capazes de grudar os inimigos nas paredes. Tanto faz se é um pedaço de ferro ou uma garra arrancada de um corpo, o efeito é destruidor. Além de poupar munição é extremamente divertido. Outra melhoria feita nas habilidades de Isaac foi na Stasis, ela continua com o mesmo efeito de deixar tudo mais lento na área, porém agora a energia regenera sozinha, não muito rápido, mas o suficiente para você sempre ter pelo menos mais uma vez (mais fácil de isso acontecer se estiver com a Stasis melhorada no máximo).

Outro ponto interessante foi a interação com o cenário, não é sempre, mas em algumas partes do jogo você pode quebrar uma janela da Sprawl sugando todos os inimigos para o espaço, a única desvantagem é que você vai junto. Há como evitar essa morte, basta atirar a tempo na trava de segurança, coisa que nem sempre é muito fácil. Infelizmente são poucas as partes em que esse tipo de ação é possível, o que não faz muito sentido, apenas algumas poucas janelas são quebráveis, o resto não. O jogo não dá nenhum tipo de explicação sobre isso, mas felizmente é só um detalhe e nada mais. Se você chegou a jogar o primeiro DS deve se lembrar o quanto era ruim o melee, os golpes de Isaac só serviam mesmo para quebrar caixas e  desmembrar cadáveres, para assim evitar que eles fossem reanimados, no DS 2 isso mudou, sair no braço ainda não é a melhor opção, mas a melhoria feita nessa parte é enorme.

Armas

O arsenal do primeiro se mantêm o mesmo, com poucas mudanças nos disparos alternativos, há apenas três armas novas no jogo (não sei se há outras em forma de DLC), todas elas bem úteis, diferentes e divertidas de usar. O Plasma Cutter ainda é a principal arma do jogo, um faz tudo basicamente, mas com qualquer combinação de armas (até quatro) você tem como passar por todas as situações da campanha, isso graças aos modos alternativos de disparo. Munição só passa a ser um problema nos modos mais difíceis e no Hard Core, na dificuldade normal você não vai se preocupar com isso. A única coisa que “piorou” do primeiro para o segundo jogo foi o tiro alternativo da Force Gun, no primeiro DS a arma arremessava uma esfera que explodia, muito útil, agora no segundo é apenas um disparo concentrado com mais alcance e violência. Essa mudança faz até mais sentido para a arma, mas eu gostava daquela esfera explosiva. No geral o arsenal do jogo está ótimo e você tem várias opções e estratégias para passar pelos inimigos.

Upgrades

Como no primeiro jogo você melhora suas armas e equipamentos com Power Nodes coletados (ou comprados) pela campanha. Esses Power Nodes só podem ser utilizados em certos terminais BENCH espalhados pelo cenário, você nunca passa muito tempo sem achar um deles.  Cada item possui sua própria trilha de circuito, os PN são postos nelas conforme a sua necessidade. Uma diferença do primeiro para o segundo jogo é que agora a Kinesis faz parte da linha de upgrades do RIG, mas a única coisa que pode ser melhorada é o dano dado com os disparos de objetos usando-se a Kinesis. Se compararmos também, você precisa de muito mais PN para melhorar as armas do segundo jogo, mas por outro lado há muito mais Power Nodes disponíveis na campanha do Dead Space 2. Outra melhoria é que algumas armas possuem um efeito especial disponível nos upgrades, no caso do Plasma Cutter é incendiar os inimigos no local onde o disparo atinge.

Free Fall e Gravidade Zero

A nova roupa de Isaac agora vem equipada com pequenos propulsores capazes de fazer ele se locomover livremente nas áreas sem gravidade como um astronauta no espaço. No primeiro jogo tudo que se podia fazer era pular de plataforma em plataforma tornando as partes de Zero-G uma confusão, era extremamente fácil perder o horizonte, assim como não saber de onde os inimigos vinham. Em Dead Space 2 perder seu horizonte ainda é muito fácil, mas devido aos ambientes e a fluidez com que você se locomove a sensação de desorientação é muito menor, outro ponto positivo é que há um botão que se pressionado posiciona Isaac de acordo com a linha do horizonte. Então sempre que você não souber para onde está indo, ou onde é o teto, basta apertar um botão.

Sequências de Free Fall tem se tornado comuns, jogos como Spider Man Shattered Dimensions e o Force Unleashed 2 são só alguns exemplos. Em Dead Space não há tantas partes de free fall, mas todas são divertidas. Esperava que em algumas delas houvesse combate durante a queda, mas isso não acontece; tudo que você tem que fazer é desviar dos obstáculos que vão aparecendo. Durante o jogo normal essas partes são uma ótima quebra aos combates, mas se você está no Hard Core essas partes são muito incômodas, um só erro pode arruinar algumas horas de jogo.

Hard Core

Assim que você termina a campanha pela primeira vez (em qualquer dificuldade), o modo Hard Core é liberado. Esse modo de jogo não é mais difícil do que o Zealot (que seria o nível de dificuldade mais elevado), se considerarmos a quantidade de munição disponível e a resistência dos Necromorphs. O HC estaria um pouco acima do normal, aqui a principal diferença é que você tem somente três saves para usar durante todo o jogo, sem direito a nenhum checkpoint. Se você morrer no início do jogo terá que começar tudo de novo, e o pior, ver toda a abertura mais uma vez, já que não há como pular as partes da narrativa. Depois de várias mortes você não aguenta mais a introdução do jogo. A quantidade de munição que você encontra é baixa, isso faz com que você tenha mais cuidado com cada disparo. A maior causa de minhas mortes foi por tentar economizar munição.O mais legal do Hard Core é que você começa zerado, seus itens do normal não passam para o HC e isso faz com que o jogo seja realmente desafiador e tenso. O início é a pior parte, e tentar passar por ela pode desanimar muito. Como você não vai ter praticamente nenhuma arma, pouco e espaço e pouca munição as coisas podem ficar bem complicadas, e a pressão de ter só três saves faz com que você adie cada vez mais o ponto de salvar. Mas se você passou pelos primeiros três ou quatro capítulos tudo vai ficando mais fácil. Só pelo fato de não começar do início de novo já é um alivio.

O modo Hard Core não é pra qualquer um, é preciso realmente gostar do jogo e ter tempo para jogar. Você de certeza vai morrer e voltar algumas vezes, mas ele não é tão difícil como faz parecer ser. Conseguir minha platina no Demons Souls foi bem pior que a do Dead Space 2.

Multiplayer

Dead Space 2 ao contrário de seu antecessor possui um modo multiplayer, eu até pensei em jogar um pouco depois que conseguisse terminar todo o jogo, mas agora com a PSN fora do ar não tenho nem como ver esse modo. Sinceramente não faço nenhuma questão. Acredito que teria sido melhor se o jogo fosse totalmente focado na campanha, talvez com algum tipo de co-op. Resumindo o pouco que sei sobre o multiplayer são partidas de oito jogadores, quatro deles assumindo o papel de seguranças da Sprawl e os outros controlando os necromorphs. São partidas baseadas em objetivos e os times se alternam após o termino. Se alguém quiser comentar algo sobre o multiplayer é só deixar um comentário.

Esse vídeo mostra uma partida para quem tiver interessado. Só lembrando que para jogar o multiplayer você deve ter um Online Pass.

Bem gente sobre o Dead Space 2 é isso, o jogo é realmente muito bom, eu não consegui jogar outra coisa até completar ele todo. É mais difícil que o primeiro e mais variado, se você gostou do Dead Space com certeza vai apreciar mais o segundo. Espero que tenham gostado do post, como sempre deixo vocês com algumas ofertas da PlayAsia.

Valeu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s