Posts com Tag ‘running man’

n1552Quem não gosta de alguma coisa do Stephen King? Talvez você não tenha lido nada dele, mas com certeza algum filme baseado em sua obra, você leitor já deve ter visto, talvez até sem saber. Alguns exemplos de filmes dele que não tem aquela cara característica do mestre do terror: Um Sonho de liberdade, A Espera de um Milagre, Louca Obsessão, O Passageiro do Futuro e um dos meus filmes prediletos: Conta Comigo. conta_comigo1Tenho certeza que algum desses filmes você já viu e provavelmente gostado. King é realmente um dos grandes nomes da literatura conteporanea sem nenhuma dúvida e é por isso que dedico esse post a ele e ao seu livro “O Concorrente” que tem uma adptação para o cinema com o mesmo nome (no original The Running Man), também vou falar desse filme.

Como se pode ver na foto acima, King não publica com seu próprio nome o livro, ele usa um pseudônimo, Richard Bachman. Criado em 1982, King usou Bachman para publicar coisas um pouco diferentes, como ele mesmo explica no posfácio de O Concorrente, “um lugar protegido em que podia publicar alguns trabalhos iniciais de que achava que os leitores poderiam gostar”. E até mesmo no formato do livro ele é um pouco diferente do que eu já havia lido de King. O Concorrente é dividido em cem capítulos que são como uma contagem regressiva, desde o ínicio você já tem essa sensação de bomba relógio pela frase que começa cada um desses capítulos “… Menos 100 e prossegue a contagem…”, acredito que você sabe o que acontece no final desse tipo de contagem.

Não estou aqui para fazer um resumo do enrredo, acho que se você realmente quer saber como é o livro deve lê-lo, mas alguns comentários devem ser feitos. Imagine um mundo onde as grandes corporações dominem praticamente tudo e os pobres são só mais uma ferramenta de manipulação. Um dos braços dessas corporações é um canal de tv semi-obrigatório  chamado GratuiTV (toda casa tem que ter uma tv, mas ela pode ficar desligada). Nessa grande emissora há alguns jogos em que pessoas comuns podem se candidatar a participar em troca de dinheiro, isso te lembra alguma coisa? Quase todos os jogos são no minímo humilhantes  e alguns perigosos, como o programa que o protagonista participa “O Fugitivo”. Nesse programa escolhem uma pessoa e a tornam um foragido da polícia, mesmo ela não tendo cometido nenhum crime. Cada dia que a pessoa passa sem ser pega ganha uma certa quantidade de dinheiro, assim como cada policial morto lhe rende um bônus; se o fugitivo agüentar trinta dias sem ser pego ganha a recompensa de um milhão e mais o perdão dos seus crimes. Parece fácil, mas imagine um país inteiro atrás de você, até mesmo as pessoas comuns podem ganhar, e muito, se ajudarem a capturar o fugitivo.

 25ssh0o

É mais ou menos isso o livro, claro que muito mais interessante, mas por cima acredito que é o bastante. Agora vamos ao filme.

Faz muito tempo que eu assisti esse filme pela última vez, o que é uma pena, pois gosto muito, queria achar pra vender, mas nas americanas ainda não têm. No geral o filme e o livro não são muito parecidos, mas o conceito básico é o mesmo. No livro Ben (o protagonista) vai voluntariamente a emissora de jogos, já no filme ele é preso e forçado a participar. Tanto no filme quanto no livro há mais de um participante, só que filme eles tentão agir em conjunto, no livro é cada um por si. Agora vamos aos gladiadores!

No filme esses gladiadores são assassinos treinados para acabar com os fugitivos, cada um mais bizarro que o outro, no vídeo nos temos o Sub-Zero, mas há também o Dynamo que é um cara bem gordo que solta raios, outro é o Fireball que usa um lança-chamas. No momento não consigo lembrar de todos, mas já da para ter uma idéia. No livro também há esses gladiadores, mas não como no filme, eles são apenas caçadores de recompensas treinados para capturar o fugitivo, não chegam a aparecer realmente. Apesar desses gladiadores não terem realmente nada a ver com o que têm no livro eu gosto assim, afinal é um filme com Arnold Schwarzenegger, e não seria tão bom. É só compararmos com outros filmes dele dessa mesma época, como Total Recall e o Comando para Matar, todos muito foda.

Era isso que eu tinha para falar sobre o filme e o livro, espero que quem ainda não viu ou leu The Running Man se interesse e procure mudar essa situação, vale a pena. A todos que leram muito obridado e desculpem pela demora de um novo post, agora que estou sem PC em casa post é um problema.

Valeu pessoal!